Posts from the ‘Caixinha de Músicas’ Category

Um pouco de Beatles

Meu amor pelos Beatles foi crescendo devagarzinho, desde pequena os escuto, e confesso que há apenas 5, 6 anos parei e vi que aquilo não era música qualquer. Era o tipo de música que falava lá no fundo, que refletia muito das minhas dúvidas, alegrias, desejos e amor. As canções dos Fab Four falavam pra alma, e decidi naquele momento, que suas músicas faziam parte de mim. Posso não ser uma fã da mais descabeladas, não saber todas as canções de cor, esquecer o nome daquele disco, mas garanto, pra mim mesma, que eu os amo, e suas músicas me preencheram e preenchem meus vazios e contradições, complementam minhas alegrias e me instigam suspiros de amor (mesmo que esse amor não tenha, ainda, chegado).

Agora, encontrarei de pertinho um Bealte (se tudo der certo, dedos cruzados!). Paul McCartney, o Sir. Paul,  cantará suas músicas pra mim. Com uma alegria sem tamanho, e cheia de energias positivas deixo a música que fez com que eu repensasse e enxergasse o que é Beatles de fato.

Blackbird

 

 

Raquel

Anúncios

Caixinha de Músicas – Novos Baianos

É uma música que reflete muito meu estado de espírito atual. E assim sigo meu caminho. Gostosa de ouvir e de sentir:

Novos Baianos – Mistério do Planeta

Vou mostrando como sou
E vou sendo como posso,
Jogando meu corpo no mundo,
Andando por todos os cantos
E pela lei natural dos encontros
Eu deixo e recebo um tanto
E passo aos olhos nus
Ou vestidos de lunetas,
Passado, presente,
Participo sendo o mistério do planeta
O tríplice mistério do “stop”
Que eu passo por e sendo ele
No que fica em cada um,
No que sigo o meu caminho
E no ar que fez e assistiu
Abra um parênteses, não esqueça
Que independente disso
Eu não passo de um malandro,
De um moleque do Brasil
Que peço e dou esmolas,
Mas ando e penso sempre com mais de um,
Por isso ninguém vê minha sacola.


Raquel

Caixinha de músicas – Cat Stevens/Yusuf Islam

“ Well, if you want to sing out, sing out and if you want to be free, be free . Cause there’s a million things to be. You know that there are…You can do what you want. The opportunity’s on and  you can find a new way. You can do it today. You can make it all true and you can make it undo. You see ah ah ah. Its easy ah ah ah. You only need to know “ (If You Want To Sing Out, Sing Out – Cat Stevens)

Cat Stevens e  Yusuf Islam

Cat Stevens na década de 60 e Yusuf Islam há alguns anos atrás

Cat Stevens foi o nome artístico de Stephen Demetre Georgiou durante as décadas de 60 e 70. O cantor e compositor britânico estourou em todo o mundo com suas belíssimas canções, vendendo milhões de álbuns. O conheci através da minha família, que é fã incondicional. Quando pequena, ia à escola ouvindo suas músicas no som do carro do meu tio Reinaldo… aliás, o tio Reinaldo foi grande influência de músicas boas pra mim. Cat Stevens se converteu ao Islamismo em 1977, deixando sua carreira artística, abandonando o posto de pop star, doando seu tempo às causas humanitárias, dedicando à família, pregando a paz e adotando o nome Yusuf Islam. Há algum tempo Yusuf voltou a cantar publicamente e lançou um último álbum, é o Roadsinger (2009), com músicas inéditas, recheadas de letras que remetem à espiritualidade, ao anseio pela paz no mundo, à harmonia interior e ao verdadeiro sentido da vida. Este é o recado que Yusuf passa com a categoria que só mestres, como ele, sabem fazer. Hoje com 60 anos, Yusuf Islam é imune à ação do tempo, sua antiga obra continua vivíssima, com um público fiel multiplicado em novas gerações, e a atual envolvendo todos seus fãs com aquele seu velho e bom som. Enfim, sendo Cat Stevens ou Yusuf Islam, Stephen foi e é boa parte da trilha sonora da minha vida… E só tenho a agradecer por ele ter me proporcionado tantos momentos intensos, eu amo suas músicas.

Deixo uma das minhas muitas músicas preferidas, Father and Son, tocada e cantada em duas épocas diferentes. A primeira na década de 70 e a segunda em 2007, a voz ficou mais suave com o passar do tempo, mas o jeitinho de cantar é o mesmo: olhos fechados,  balançando a cabeça e completamente envolvido com  o sentimento da música.



Raquel

Caixinha de Músicas – Palavra Cantada

         Palavra Cantada

criança

Palavra Cantada é um grupo que encanta crianças e adultos com sua forma poética, lúdica, divertida, harmoniosa e carinhosa de escrever e cantar suas canções. Suas músicas fizeram parte da minha infância e faz parte hoje da minha vida. Entrar no mundo infantil a partir da criatividade desse grupo é uma nostalgia diferente e gostosa.

Uma das minhas preferidas:

Criança não trabalha

Composição: Arnaldo Antunes / Paulo Tatit

 

Lápis, caderno, chiclete, peão
Sol, bicicleta, skate, calção
Esconderijo, avião, correria,
Tambor, gritaria, jardim, confusão

Bola, pelúcia, merenda, crayon
Banho de rio, banho de mar,
Pula sela, bombom
Tanque de areia, gnomo, sereia,
Pirata, baleia, manteiga no pão

Giz, merthiolate, band aid, sabão
Tênis, cadarço, almofada, colchão
Quebra-cabeça, boneca, peteca,
Botão. pega-pega, papel papelão

Criança não trabalha
Criança dá trabalho
Criança não trabalha

1, 2 feijão com arroz
3, 4 feijão no prato
5, 6 tudo outra vez

Raquel

Caixinha de músicas – Aimee Mann

 Aimee Mann

aimee mann

 

Suas músicas me elevam a um estado de espírito muito incomum. Fico absolutamente dispersa ao mundo lá fora e consigo reorganizar o meu mundo aqui dentro. Ela consegue descrever o que eu sinto: “Lost in space …Like I’m not even there. Gone, but I don’t know where.“

Letras, voz e melodias intensas, delicadas, muitas vezes tristes e de uma criatividade que me encanta.

Apreciem algumas:

Deathly
Enough
Nothing Is Good Enough
One
Wise Up

Raquel

Caixinha de músicas

A partir de hoje vou sempre colocar algumas musícas importantes pra mim nesse meu espaço.. poder compartilhar com vocês canções que mexem comigo.

A música em nós

“Música pra cada época da sua vida

Para cada momento

Cada sorriso

Cada lágrima

Cada surpresa

Cada descoberta

Cada arrepio

Cada suor

Cada alegria

Cada amanhecer

Cada entardecer

Cada dia de chuva

Ou de sol

Cada momento sozinho.

Ou acompanhado

Cada sonho

Cada “ deitar na cama antes de dormir“

Enfim, a musica é parte de nós  “


Raquel