Mas que puxa, que poema lindo da série Charlie Brown. Para os que ainda acreditam no amor, e aos eternos apaixonados:

Como eu amo você

“Deixa eu contar as formas:
Eu te amo do fundo da profundidade da altura que minha alma pode alcançar,
Como me sinto longe de ser a pessoa ideal…
Eu amo você ao nivel das necessidades diárias
Ao sol e luz da vela.
Eu te amo livremente como o homem gosta de ser
Eu te amo puramente como eles amam os deuses
Eu te amo com paixão como nunca amei ninguém
E com minha fé infantil
Eu te amo com amor que nunca achei ser possível
Eu te amo com a respiração, sorrisos, lágrimas de toda minha vida.
E se Deus quiser, vou te amar mais ainda depois da morte.”

Raquel

Anúncios